Telefone: (11) 5524-1319 ou (11) 5548-9757

Durante a abertura oficial do 32º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo, realizada na noite de 30 de janeiro, o Secretário Estadual da Saúde, David Uip, anunciou que foi encaminhado à Secretária de Gestão do Governo do Estado de São Paulo um ofício com o encaminhamento da decisão do governador Geraldo Alckmin solicitando a equiparação salarial entre Cirurgiões-Dentistas e Médicos.

David Uip destacou em seu discurso que recentemente foi procurado pelo Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, reivindicando a paridade de salários da carreira estadual entre os médicos e os Cirurgiões-Dentistas. Atendendo a esse pleito, enviei ao Secretário de Gestão do Estado um ofício com os seguintes termos: ‘Encaminho para apreciação desta Secretaria considerações apresentadas pelo Conselho Regional de Odontologia, acolhida pelo Excelentíssimo Senhor Governador, Geraldo Alckmin, sobre a possibilidade da revisão da lei complementar número 1107, de 2 de dezembro de 2011, que considera a equiparação salarial dos Cirurgiões-Dentistas aos valores previstos para a carreira de Médico, instituída pela lei complementar 1193 de 2 de janeiro de 2013. A medida representará um investimento do Governo do Estado de São Paulo com a Odontologia da ordem de R$ 80 milhões por ano’. Isso obviamente só foi possível graças ao empenho do Governador”.

O secretário David Uip ainda ponderou que a ideia é ampliar as possibilidades de contratação por diversas formas de jornada: 12, 24, 36 e 40 horas. O segundo ponto destacado é a ideia de qualificar médicos e Cirurgiões-Dentistas por tempo de serviço no Estado, além de também oferecer incentivos salariais aos profissionais que atenderem nas periferias e regiões mais carentes da ordem de 30%. Por fim, adiantou que ainda haverá incentivos salariais para quem possuir mestrado (5%), doutorado (10%) e pós-graduação(15%).

Fonte: APCD – Central